3.6 Sistema Paralelo-Paralelo

O sistema paralelo-paralelo, como visto, refere-se ao amplificador de transimpedância realimentado. Aplicando-se o mesmo raciocínio adotado na Seção 3.4, constrói-se o sistema realimentado com a malha não-ideal de realimentação, que pode ser visto na Figura 3.35:

Amplificador de transimpedância com malha de realimentação não-ideal.

Figura 3.35: Amplificador de transimpedância com malha de realimentação não-ideal.

Vemos que aqui, como esperado pela própria natureza do amplificador, tem-se um misto da saída em tensão e da entrada em corrente já vistos nos sistemas anteriores. No sistema da Figura 3.35, tem-se \(y_{11}\) e \(y_{22}\) como a carga da realimentação vista pela fonte de sinal de entrada e na saída do amplificador, respectivamente. Ao reorganizarmos o circuito para tornar a malha de realimentação ideal chegamos ao circuito visto na Figura 3.36:

Amplificador de transimpedância com malha de realimentação não-ideal reorganizado.

Figura 3.36: Amplificador de transimpedância com malha de realimentação não-ideal reorganizado.

Para esse circuito, computamos a carga da realimentação:

\[\begin{align} v'_{o}\ &=\ \dfrac{y_{22}}{R_{out}+ y_{22}}R_Mi_i\\ &=\ \dfrac{y_{22}}{R_{out}+ y_{22}}R_M\dfrac{y_{11}}{R_{in}+ y_{11}}i'_{i}\\ A'\ =\ \dfrac{v'_{o}}{i'_{i}}\ &=\ R_M\left(\dfrac{y_{11}}{R_{in}+ y_{11}}\right)\left(\dfrac{y_{22}}{R_{out}+ y_{22}}\right) \tag{3.65} \end{align}\]

Para conferir a expressão anterior com o sistema ideal, precisamos considerar \(y_{11}=\infty\), já que fontes de corrente ideal (a da realimentação) possuem impedância de saída infinita; e também precisamos considerar \(y_{22}=\infty\), já que o medidor de tensão ideal possui impedância infinita, para realizar a medição. Com essas considerações obtemos: \(A'=A=R_M\), no caso do amplificador de transimpedância.

A expressão para a dessensibilidade permanece a mesma e as relações de impedâncias permanecem as mesmas da Tabela 3.2.